Pular para o conteúdo principal

Concurso para especialidades médicas


  

Médicos interessados em fazer especialidade em Portugal, estejam atentos. O Concurso  anual para ingresso no internato médico deve abrir as inscrições em agosto/setembro de 2018.

O próximo procedimento concursal de ingresso no Internato Médico 2019, realiza-se no dia 15 de novembro de 2018,  e terá como referência Bibliográfica a 19.ª Edição do Livro Harrison’s Principles of Internal Medicine.
A Prova é de realização única, e obrigatória para todos os candidatos admitidos ao procedimento concursal de ingresso no Internato médico.
Podem concorrer os licenciados em medicina ou com o mestrado integrado em medicina por universidade portuguesa, com respectiva equivalência ou reconhecimento, que estejam inscritos na Ordem dos Médicos e, quando necessário, tenham sido aprovados na Prova de Comunicação Médica;
A documentação solicitada para inscrição no processo 2018 foi;
certificado de habilitações académicas (e respetivo reconhecimento e conversão, no caso de certificados de estabelecimentos de ensino superior estrangeiros);
declaração, emitida pelo respetivo estabelecimento de ensino superior, com informação da classificação académica arredondada às milésimas.
O Internato Médico prevê a existência de duas vertentes:
Formação Geral e Formação Especializada. Ambas são frequentadas, pelos médicos internos, junto de serviços de saúde do Serviço Nacional de Saúde e em estabelecimentos de saúde do sector social e do sector privado.

Atualmente, existem 48 (quarenta e oito) áreas de especialização. Os candidatos que pretendam realizar somente a Formação Geral estão dispensados de realizar a Prova (Nacional de Acesso).

A EmPortugal faz consultoria para médicos interessados na equivalência acadêmica. Este processo esteve em revisão desde abril de 2017 e deve abrir em breve. Para médicos com mestrado e doutorado existem alternativas diferenciadas e que podem possibilitar a eliminação de provas e avaliações. Fale conosco.www.emportugalconsultoria.com.br


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conversão de escala das notas escolares brasileiras às portuguesas

                   Quando um aluno brasileiro transferir  ou  for reconhece suas competências acadêmicas em Portugal, precisará juntar aos documentos a equivalência entre as notas brasileiras e portuguesas.                                      O que regulamenta esta questão é a Portaria 699/2006 do Ministério da Educação Português, que aprova as tabelas comparativas entre o sistema de ensino português e outros sistemas de ensino. Equivalência entre sistemas de ensino de Portugal e Brasil                      O parâmetro de notas na conversão das escalas portuguesas e brasileira, serão as notas praticadas no sistema de avaliação de cada escola. Exemplificando;                 A escola X tem a escala de avaliação de 0 à 10 e tem como média para aprovação a nota 6.                 Então a escala de identificação de notas a ser usada será a escala 6 à 10.                                 Supondo-se que um aluno do ensino médio brasileiro tenha tirado not

Declaração de Responsabilidade Financeira

             A maioria dos estudantes, quando vai estudar em outro país, precisa apresentar, entre outros documentos, a justificativa de como será feita a sua subsistência durante o tempo que estará estudando.             Uma das formas de comprovar a subsistência é a declaração de responsabilidade financeira, feita por uma pessoa próxima que tenha condições de dar suporte financeiro para o estudante. É uma declaração da pessoa que será o responsável por pagar as despesas durante o tempo em que o estudante estiver no exterior. A declaração de responsabilidade financeira  deve conter os dados (RG e CPF) da pessoa que irá sustentar o estudante durante o período que estiver no exterior, os dados do estudante (RG, CPF e Passaporte), a data, o destino e o objetivo da viagem e o grau de parentesco entre o financiador e o estudante. Essa carta deverá ser assinada e autenticada em cartório e ser acompanhada de documentos comprobatórios da condição do declarante. Pode ser a declaraç

Como escrever uma CARTA DE MOTIVAÇÃO para mestrado, doutorado ou bolsa de estudos.

                       É frequente que as universidades portuguesas solicitem carta de motivação como parte da candidatura a uma graduação ou pós-graduação (mestrado ou doutorado). Para a candidatara a bolsa de estudos a carta é obrigatória e pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso.          A  Carta de Motivação  é o documento mais personalizado da candidatura – uma chance única de apresentar aos avaliadores quem você é além do seu currículo e do seu histórico acadêmico. É uma chance de oferecer  informações  relevantes e interessantes sobre sua trajetória e provar que é a pessoa certa e mais motivada entre os candidatos concorrentes.          É necessário escrever uma carta que seja concisa, objetiva e convincente no seu propósito de “vender-se”.   Este é um modelo campeão; Gustavo Torres, de 17 anos, foi aprovado em cinco universidades de excelência dos Estados Unidos: Columbia, Duke, Harvard, MIT e Stanford. VEJA AQUI a tradução da carta de motivação apresenta