Pular para o conteúdo principal

Corrida por vagas nas universidades portuguesas!!


Inicia-se hoje, 18 de julho, o prazo de candidatura à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior público português. Esta fase terminará no dia 7 de agosto, terça-feira.

A candidatura deve ser apresentada através do sistema online, no sítio da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) http://www.dges.gov.pt).

Os resultados da 1.ª fase do concurso nacional de acesso são divulgados no dia 10 de setembro no sítio na Internet da DGES. 13.A esta divulgação seguem-se uma 2.ª e 3.ª fase de candidaturas.
A partir de 19 de julho é feita a atualização diária das vagas e a evolução de novas candidaturas submetidas acompanhe em Aqui DGES
Para o ano letivo 2018-2019  as instituições de ensino superior públicas disponibilizam 50852 vagas para ingresso nos seus ciclos de estudo: 28138 (55,3%) no ensino universitário e 22714 (44,7%) no ensino politécnico. Somam-se à estas outras 708 vagas para concursos locais de música, teatro, dança, etc. Totalizando 51560 vagas. Um acréscimo de 0,2%  em relação ao ano anterior, que foi de 50.838 vagas.
O número de estudantes inscritos nas instituições de ensino superior públicas nos distritos de Lisboa e Porto cresceu de 42%  para 49% em relação ao total. No ciclos de pós-graduação,  cresceu para 57% em 2017.
O elevado número de vagas em cursos de formação inicial em Lisboa e Porto tem contribuído para a deslocação de estudantes para esses centros urbanos, em detrimento de outras regiões.  Do total de alunos inscritos nas Instituições de Ensino Superior Públicas de Lisboa e Porto, 36% têm residência fora dos Distritos do Porto e Lisboa.
Estes dados é que provocaram não a redução, mas o deslocamento de 5% das vagas das universidades públicas de Lisboa e Porto para o interior do País.  Visando assim evitar a deslocação dos alunos para os centros urbanos e estimulando a permanência em universidades do interior.
Nós somos profissionais especializados em equivalências acadêmicas, ingressos e transferências internacionais. Entre em nosso site www.emportugalconsultoria.com.br e fale conosco.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conversão de escala das notas escolares brasileiras às portuguesas

Quando um aluno brasileiro transferir  ou  for reconhece suas competências acadêmicas em Portugal, precisará juntar aos documentos a equivalência entre as notas brasileiras e portuguesas.

                     O que regulamenta esta questão é a Portaria 699/2006 do Ministério da Educação Português, que aprova as tabelas comparativas entre o sistema de ensino português e outros sistemas de ensino.

Equivalência entre sistemas de ensino de Portugal e Brasil

                O parâmetro de notas na conversão das escalas portuguesas e brasileira, serão as notas praticadas no sistema de avaliação de cada escola.
Exemplificando;
                A escola X tem a escala de avaliação de 0 à 10 e tem como média para aprovação a nota 6.                 Então a escala de identificação de notas a ser usada será a escala 6 à 10.                 Supondo-se que um aluno do ensino médio brasileiro tenha tirado nota 8,5 na avaliação de uma disciplina no sistema brasileiro, a nota deste a…

Declaração de Responsabilidade Financeira

A maioria dos estudantes, quando vai estudar em outro país, precisa apresentar, entre outros documentos, a justificativa de como será feita a sua subsistência durante o tempo que estará estudando. Uma das formas de comprovar a subsistência é a declaração de responsabilidade financeira, feita por uma pessoa próxima que tenha condições de dar suporte financeiro para o estudante. É uma declaração da pessoa que será o responsável por pagar as despesas durante o tempo em que o estudante estiver no exterior. A declaração de responsabilidade financeira deve conter os dados (RG e CPF) da pessoa que irá sustentar o estudante durante o período que estiver no exterior, os dados do estudante (RG, CPF e Passaporte), a data, o destino e o objetivo da viagem e o grau de parentesco entre o financiador e o estudante. Essa carta deverá ser assinada e autenticada em cartório e ser acompanhada de documentos comprobatórios da condição do declarante. Pode ser a declaração de IR aceita pela Receita Federal, De…

Governo português cria visto específico para imigrantes à procura de trabalho

«Grandes Opções do Plano para 2020 prevêem ainda a extensão do prazo da autorização de residência temporária de um para dois anos e da sua renovação, por períodos sucessivos, de dois para três anos. Promete ainda a criação de um equivalente ao cartão de cidadão para estrangeiros.

Uma das medidas das Grandes Opções do Plano para 2020 é a criação de um visto temporário, de curta duração, que permita a entrada legal em Portugal de imigrantes que querem vir à procura de emprego. Esta era uma das medidas reivindicadas por várias associações já que atualmente quem quer vir trabalhar para Portugal tem que recorrer ao artigo 88, depois de estar em território nacional, e este procedimento pode levar meses a concluir-se.
A outra novidade é a extensão do prazo da autorização de residência temporária de um para dois anos e da sua renovação, por períodos sucessivos, de dois para três anos. Está prevista ainda a criação de um equivalente ao cartão de cidadão para estrangeiros.
Em relação ao Serviço de…