Pular para o conteúdo principal

Transferência para Médicos Dentistas



          Você está cursando odontologia no Brasil, mas está cada vez mais tentado a mudar para Portugal?  Saiba que é possível transferir seu curso para uma universidade portuguesa.

           A transferência internacional entre universidades é uma forma de acesso às universidades portuguesas e brasileiras.

          Brasil e Portugal, após o Tratado da Amizade, passaram a desenvolver protocolos que permitem que o estudante inicie seus estudos em um país e termine em outro. Ou seja, um estudante pode fazer transferência para o mesmo curso superior que cursa, ou mesmo pedir transferência para um curso superior diferente daquele que inicialmente se matriculou.

          Também o aluno que interrompeu o curso superior em um país, pode pedir o reingresso em curso igual ao que cursava anteriormente. O que conhecemos no Brasil como reingresso.

          Deverão ser respeitados os créditos ECTS — European Credit Transfer and Accumulation System (sistema europeu de transferência e acumulação de créditos). Já falamos em outra postagem como isso funciona, busque no blog.

          Embora exista uma legislação especifica sobre o assunto, algumas universidades são mais flexíveis e outras mais rígidas na documentação. Abaixo relacionamos a documentação normalmente exigida para a transferência internacional no curso de medicina dentária;

  • Formulário de identificação do curso de origem, Universidade, endereços, contatos, etc. ·
  • Formulário de candidatura. 
  • Documentos de identificação do aluno (Passaporte). 
  • No âmbito do regime geral de acesso, apresentação de certidão original comprovativa da realização dos exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas específicas de Biologia e Geologia + Física e Química ou Historial de Exames Nacionais de Acesso ao Ensino Superior e / ou Ficha ENES, devidamente autenticados, onde conste a realização das referidas provas e respectiva classificação.
  • Para estudantes titulares de cursos de ensino secundário não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português, de acordo com os critérios da Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES). 
  • Declaração de que a Instituições estrangeiras em que a formação foi ministrada é reconhecida pelas autoridades competentes do Brasil. · Pré-requisito do Grupo B (comunicação interpessoal). 
  • Certidão descritiva das unidades curriculares realizadas na Instituição de Ensino Superior e respetivas classificações finais, regime e ECTS. 
  • Certidão de programas e cargas horárias das unidades curriculares realizadas. 
  • Plano de estudo com indicação dos ECTS. 
          É importante destacar que não basta fazer a candidatura para conseguir a aprovação da transferência. É necessário que o aluno seja melhor colocado entre os demaiss concorrentes às vagas de transferência. 

          E quanto custa fazer o curso de medicina dentária em Portugal? A resposta é depende. 

          Depende se o curso será realizado em uma universidade pública ou particular, se a universidade considera a CPLP (Comissão de Países de Língua Portuguesa) ou não, etc. 

          Mas para que nosso leitor tenha uma referência, informamos os valores da Faculdade de Medicina Dentaria da Universidade do Porto;

Estudante Internacional Regular: 6.000€ (tempo integral) ou 4.138€ (tempo parcial). 

Estudante Internacional CPLP: 4.000€ (tempo integral) ou 2.758€ (tempo parcial). 

          Lembrando que estes valores são os valores anuais e poderão ser parcelados à critério da Universidade. 

          Se ficou interessado em transferir seu curso e gostaria de assessoria, fale conosco, a Em Portugal Consultoria Educacional o processo de transferêenccia internacional do curso de Medicina dentária.  Mais informações no e-mail contato@emportugalconsultoria.com.br.


Comentários

  1. Olá, gostaria de saber quais os procedimentos pra quem já é formado em odontologia aqui no Brasil. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia, qualquer profissional para poder atuar em Portugal necessita fazer a equivalènci acadêmica registro na Ordem dos médicos dentistas.
      O processo de equivalência é feito em uma universidade e o Registro profissional, na Ordem profissional.
      Nós fazemos assessoria para a realização deste processo.
      Também já postamos algumas informações anteriormente no blog www.gecelivivan.com.br.

      Excluir
  2. Boa noite, sou estudante de odontologia e estou planejando mudança para Portugal. fiquei otimista com sua informação, pois até então, a informação que eu tinha era de que não era possível a transferência nos cursos de medicina, medicina dentaria e medicina veterinária.

    ResponderExcluir
  3. Oi Carlos, desculpe a demora.
    Existe sim a possibilidade de transferência para medicina dentária, mas são cursos restritos e quase sempre em universidades privadas. Caso tenha interesse, nos envie um email para contato@emportugalconsultoria.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Conversão de escala das notas escolares brasileiras às portuguesas

Quando um aluno brasileiro transferir  ou  for reconhece suas competências acadêmicas em Portugal, precisará juntar aos documentos a equivalência entre as notas brasileiras e portuguesas.

                     O que regulamenta esta questão é a Portaria 699/2006 do Ministério da Educação Português, que aprova as tabelas comparativas entre o sistema de ensino português e outros sistemas de ensino.

Equivalência entre sistemas de ensino de Portugal e Brasil

                O parâmetro de notas na conversão das escalas portuguesas e brasileira, serão as notas praticadas no sistema de avaliação de cada escola.
Exemplificando;
                A escola X tem a escala de avaliação de 0 à 10 e tem como média para aprovação a nota 6.                 Então a escala de identificação de notas a ser usada será a escala 6 à 10.                 Supondo-se que um aluno do ensino médio brasileiro tenha tirado nota 8,5 na avaliação de uma disciplina no sistema brasileiro, a nota deste a…

Declaração de Responsabilidade Financeira

A maioria dos estudantes, quando vai estudar em outro país, precisa apresentar, entre outros documentos, a justificativa de como será feita a sua subsistência durante o tempo que estará estudando. Uma das formas de comprovar a subsistência é a declaração de responsabilidade financeira, feita por uma pessoa próxima que tenha condições de dar suporte financeiro para o estudante. É uma declaração da pessoa que será o responsável por pagar as despesas durante o tempo em que o estudante estiver no exterior. A declaração de responsabilidade financeira deve conter os dados (RG e CPF) da pessoa que irá sustentar o estudante durante o período que estiver no exterior, os dados do estudante (RG, CPF e Passaporte), a data, o destino e o objetivo da viagem e o grau de parentesco entre o financiador e o estudante. Essa carta deverá ser assinada e autenticada em cartório e ser acompanhada de documentos comprobatórios da condição do declarante. Pode ser a declaração de IR aceita pela Receita Federal, De…

Governo português cria visto específico para imigrantes à procura de trabalho

«Grandes Opções do Plano para 2020 prevêem ainda a extensão do prazo da autorização de residência temporária de um para dois anos e da sua renovação, por períodos sucessivos, de dois para três anos. Promete ainda a criação de um equivalente ao cartão de cidadão para estrangeiros.

Uma das medidas das Grandes Opções do Plano para 2020 é a criação de um visto temporário, de curta duração, que permita a entrada legal em Portugal de imigrantes que querem vir à procura de emprego. Esta era uma das medidas reivindicadas por várias associações já que atualmente quem quer vir trabalhar para Portugal tem que recorrer ao artigo 88, depois de estar em território nacional, e este procedimento pode levar meses a concluir-se.
A outra novidade é a extensão do prazo da autorização de residência temporária de um para dois anos e da sua renovação, por períodos sucessivos, de dois para três anos. Está prevista ainda a criação de um equivalente ao cartão de cidadão para estrangeiros.
Em relação ao Serviço de…