Pular para o conteúdo principal

Quanto custa morar em Lisboa?



          Tenho escrito sobre as vantagens de estudar em Portugal e muitas pessoas me perguntam sobre quanto custa viver aqui. Como é uma pergunta recorrente, hoje vou falar sobre quanto custa viver em Lisboa.

          Vocês ouvirão com frequência a afirmação de que Portugal é o país mais barato da Europa e isso é verdade. No entanto Lisboa é a capital, sendo portanto, a cidade mais cara para sse viver.  Mas ainda assim é barata em relação ao restante das capitais européias.

          É claro que o quanto se gasta para viver é uma escolha pessoal. Depende do estilo de vida de cada um. Quem cozinha e come em casa, vai gastar muito menos do que quem costuma comer fora, quem faz questão de comer carne de gado todos os dias, gasta mais que quem tem uma alimentação eclética.

          Esta é uma referência "classe média". Pode-se gastar menos, mas pode-se gastar MUITO mais. Tomei como referência os meus gastos iniciais como estudante.

     
Aluguel

          Uma opção muito usada é o aluguel de quartos, já que a cidade convive com muitos estudantes e profissionaiss em trânsito. O quarto é alugado com despesas de luz, gás, condomínio e internet. 
          
          Um quarto individual próximo às universidades não sai por menos de 300 euros. Um quarto partilhado ou mais distante pode custar 250€. Esses números podem variar um pouco, mas servem como referência. 

          Se optar por alugar um apartamento, o aluguel vai depender muito de onde se pretende morar e qualidade do imóvel. Um apartamento mobiliado, de 1 quarto, custa em média 450 euros. Acrescente mais as despesas de luz, gás e internet e vai custar uns 550€ (O condomínio está incluso na renda/aluguel).


Alimentação

          O almoço nas cantinas universitárias fica por volta de 2,60€ e quase todas abrem no almoço e jantar. A comida é boa, quase sempre composta de sopa, prato principal, sobremesa e suco. 

          Muitos alunos fazem o pequeno almoço (café da manhã) em casa e as demais refeições na universidade.

          Eu costumava  fazer apenas uma refeição na universidade e jtomava café da manhã e jantava em casa. Minhas despesas médias semanais em mercado ficavam por volta de 30 euros para 1 pessoa. Flexibilizando, aproximadamente 150 euros por mès.

Transporte

          O transporte mais usado pelos jovens é a bicicleta. Aqui existem muitas ciclovias e os ciclistas são respeitados. Então é uma excelente opção.

          Existem os passes e os passe combinado de metro e autocarro (metrô e ônibus), são pagos por região. O mais completo de Lisboa, fica por 28€.  Mas, se morar perto da Universidade, pode até nem usar transporte ou usar bicicleta.

          A vantagem do passe para quem não mora perto é que pode usar quantas vezes quiser. Para quem gosta de circular, como eu, é muito bom.


Comunicação:

          Telemóvel(celular) aqui é objeto de primeira necessidade.  Existem 3 grandes operadoras e uma infinidade de alternativa de planos. Muitos lugares oferecem wifi e existem pontos espalhados pela cidade. É possível comunicar-se eficientemente, com 10/15 euros por mês entre vos e internet e mensagens.


Energia elétrica:

          Em Portugal o custo da energia tem valores diferentes durante o dia e a noite e as disputas entre empresas de energia é feroz.  O consumo médio de uma casa   com duas pessoas é de  20€ (verão) 40€ (inverno).

Água
:

          O consumo varia conforme o número de pessoas, mas para duas pessoas é por volta de 15€.

          Estas são as despesas fixas. Mas sempre existem despesas extras e Lisboa é uma cidade cheia de opções. Então sempre é bom ter uma graninha extra para um restaurante ou show.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conversão de escala das notas escolares brasileiras às portuguesas

                   Quando um aluno brasileiro transferir  ou  for reconhece suas competências acadêmicas em Portugal, precisará juntar aos documentos a equivalência entre as notas brasileiras e portuguesas.                                      O que regulamenta esta questão é a Portaria 699/2006 do Ministério da Educação Português, que aprova as tabelas comparativas entre o sistema de ensino português e outros sistemas de ensino. Equivalência entre sistemas de ensino de Portugal e Brasil                      O parâmetro de notas na conversão das escalas portuguesas e brasileira, serão as notas praticadas no sistema de avaliação de cada escola. Exemplificando;                 A escola X tem a escala de avaliação de 0 à 10 e tem como média para aprovação a nota 6.                 Então a escala de identificação de notas a ser usada será a escala 6 à 10.                                 Supondo-se que um aluno do ensino médio brasileiro tenha tirado not

Declaração de Responsabilidade Financeira

             A maioria dos estudantes, quando vai estudar em outro país, precisa apresentar, entre outros documentos, a justificativa de como será feita a sua subsistência durante o tempo que estará estudando.             Uma das formas de comprovar a subsistência é a declaração de responsabilidade financeira, feita por uma pessoa próxima que tenha condições de dar suporte financeiro para o estudante. É uma declaração da pessoa que será o responsável por pagar as despesas durante o tempo em que o estudante estiver no exterior. A declaração de responsabilidade financeira  deve conter os dados (RG e CPF) da pessoa que irá sustentar o estudante durante o período que estiver no exterior, os dados do estudante (RG, CPF e Passaporte), a data, o destino e o objetivo da viagem e o grau de parentesco entre o financiador e o estudante. Essa carta deverá ser assinada e autenticada em cartório e ser acompanhada de documentos comprobatórios da condição do declarante. Pode ser a declaraç

Como escrever uma CARTA DE MOTIVAÇÃO para mestrado, doutorado ou bolsa de estudos.

                       É frequente que as universidades portuguesas solicitem carta de motivação como parte da candidatura a uma graduação ou pós-graduação (mestrado ou doutorado). Para a candidatara a bolsa de estudos a carta é obrigatória e pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso.          A  Carta de Motivação  é o documento mais personalizado da candidatura – uma chance única de apresentar aos avaliadores quem você é além do seu currículo e do seu histórico acadêmico. É uma chance de oferecer  informações  relevantes e interessantes sobre sua trajetória e provar que é a pessoa certa e mais motivada entre os candidatos concorrentes.          É necessário escrever uma carta que seja concisa, objetiva e convincente no seu propósito de “vender-se”.   Este é um modelo campeão; Gustavo Torres, de 17 anos, foi aprovado em cinco universidades de excelência dos Estados Unidos: Columbia, Duke, Harvard, MIT e Stanford. VEJA AQUI a tradução da carta de motivação apresenta